Questo sito usa cookie per fornirti un'esperienza migliore. Proseguendo la navigazione accetti l'utilizzo dei cookie da parte nostra OK

Rimpatri Sanitari

 

Rimpatri Sanitari

Repatriação Sanitária e por Motivos Econômicos

Um setor particularmente delicado da atividade de assistência aos cidadãos italianos no exterior diz respeito à repatriação dos italianos que se encontrem em Países estrangeiros em situação de graves dificuldades, não superáveis in loco. As intervenções da Farnesina e do Consulado, em colaboração com as entidades territorialmente competentes (Prefeituras, Delegacias, Unidades Órgãos de Saúde Locais, Serviços Sociais), atendem:

  • cidadãos italianos emigrados, que se encontrem na necessidade de voltar à Itália definitivamente por motivos econômicos ou de saúde (v, seção de repatriação definitiva);
  • menores em estado de abandono;
  • portadores de enfermidades mentais (o procedimento neste caso é extremamente complexo, porque requer a presença de um ou mais acompanhantes qualificados, além da busca por hospitais especializados);
  • cidadãos italianos ao término de detenção ou expulsos;
  • cidadãos idosos sozinhos pelos quais é solicitada a sua permanência em casas de repouso na Itália (v. seção de repatriação definitiva);
  • enfermos graves que não podem ser curados no local por falta de estruturas idôneas.

As repatriações por conta do Estado italiano são limitadas aos casos de comprovada indigência verificada pela rede diplomático-consular; em todos os outros casos a repatriação acontece mediante subscrição de empréstimo com promessa de restituição ao Estado italiano.


21